quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Dieta Anti-inflamatória para Portadores de Artrite Reumatóide


Eu já escrevi mais de uma vez aqui no blog sobre os alimentos que eu não como por causa da Artrite Reumatóide. Logo que eu fiquei doente, há quase 7 anos atrás, foi meu cunhado quem passou horas pesquisando sobre a doença e, eu sempre pedia que ele procurasse por tratamentos alternativos. Foi quando ele encontrou um artigo falando que carnes de todos os tipos (exceto peixe), ovos, leite, gorduras, batata,  farinha branca e açúcar eram prejudiciais para portadores de AR. A partir daquele dia, mudei completamente minha alimentação. Nunca mais comi fritura, creme de leite, leite condensado, refrigerantes e outras tranqueiras...rssss!!!
Daquele dia pra cá, lógico que eu tive muitas crises, por várias vezes fiquei mais de 1 mês de cama sem conseguir andar direito. Realmente não tem como eu comprovar que ter seguido 200% desta dieta me fez bem, apesar de eu achar que me fez muito bem! No mínimo, manteve meu colesterol, glicemia, fígado em ordem todo este tempo.
Mesmo em momentos de crise, nunca mais pesquisei na internet sobre o assunto, pois sempre achei que eu estava no caminho certo. Difícil mesmo, é convencer os médicos e as pessoas que essa dieta funciona. Normalmente, me olham com aquela cara de interrogação ou achando que eu estou falando um monte de besteira. Mas, eu nem ligava. Foi quando eu descobri a doença celíaca e, pesquisando sobre a DC, vi que a AR era uma das doença associadas. O meu interesse na AR voltou e eu tentei achar aquele artigo que meu cunhado tinha achado tempos atrás e, nada! Um dia desses, lá no grupo Viva Sem Gluten, no Facebook, alguém postou um link do site Reumatoguia, falando justamente sobre a dieta alimentar para quem tem AR. Segue um trecho da matéria postada lá :


"A chave da alimentação dos pacientes com artrite reumatóide é seguir uma dieta anti-inflamatória. Para isto, é preciso fazer uma escolha inteligente de alimentos ricos em antioxidantes, em fibras e em gorduras saudáveis, visando ajudar na redução das dores da artrite reumatóide.


Carne vermelha, carne de porco, aves, ovos e manteiga

Estes alimentos de origem animal  contêm muita gordura saturada, o que é prejudicial para o paciente artrítico, pois aumentam a inflamação das juntas. O que comer ao invés destes alimentos?  “A gordura saturada está na gema do ovo, assim, faça um omelete só de claras. Se o paciente é fã de leite, opte pelo desnatado. Se não abre mão de carne, prefira os cortes mais magros, tais como bifes do lombo, peito de frango e costeletas de lombo de porco. A proteína ideal para consumo diário é a que vem do salmão e da cavala, alimentos ricos em ácidos graxos, ômega-3”, orienta o diretor do Iredo.

É preciso dar prioridade a alimentos que tenham fontes de gordura vegetal, ao invés de animal. A gordura não deve ser abolida da dieta, mas o consumo apropriado abrange mais gorduras polinsaturadas e monoinsaturadas, tais como as que encontramos no azeite de oliva, nas nozes e no abacate.

Nada de salgadinhos industrializados e margarina

A maioria dos salgadinhos industrializados e das margarinas contém ácidos graxos trans ou gordura trans. Uma dieta rica em gordura trans aumenta a proteína C-reativa, marcador que indica a quantidade de inflamação no sangue. Segundo um estudo da Harvard Medical School, publicado no American Journal of Clinical Nutrition, os alimentos ricos em gordura trans afetam profundamente os marcadores inflamatórios, tornando-os duas vezes tão perigosos quanto as gorduras saturadas."

Outros alimentos que causam inflamação e que também já falei sobre eles aqui no blog, são os que contém SOLANINA. Este assunto então, é pior que a dieta citada acima! Eu tenho a impressão que tirando a minha família, ninguém me ouve!rssss!! Quero inclusive relatar que 2 meses depois de ter excluído o tomate, berinjela e a batata inglesa das minhas refeições, as minhas dores melhoraram muito. E o mais importante para mim, a sensação de estar "travando" acabou. Até dois meses atrás, eu vinha comendo muito tomate e berinjela, porque são legumes que tem o ano todo por aqui. Essa sensação de estar "travando" vinha piorando pouco à pouco e posso afirmar que passou! 
Vou colocar aqui um trecho traduzido de um artigo sobre a Solanina : 


"A maioria das pessoas nunca ouviu o termo "solanáceas", muito menos fazer a conexão com um grupo de alimentos que inflama a dor e a inflamação. Solanáceas são um grupo conhecido como botânica Solanaceae - somam mais de 92 variedades e 2.000espécies.

A conexão de solanáceas e artrite tipo de distúrbios foi trazida a lume em grande parte pelos esforços do Dr. Norman Childers F.,ex-professor de Horticultura da Universidade Rutgers. Childers Dr. soube em primeira mão os efeitos da dor articular e rigidezsevera. Ele descobriu que, após consumir uma refeição contendo qualquer tomates, ele experimentou a dor severa. Como o seu interesse nas respostas inflamatórias à solanaceas cresceu, ele observou o gado ajoelhado na dor de articulações inflamadas - o gado tinham consumido as ervas daninhas que contêm uma substância chamada solanina. Solanina é um produto químico conhecido como um alcalóide, que podem ser altamente tóxicos.



Solanaceas de Referência Rápida

Tomate, todas as variedades (includingTomatillos)

Batatas, todas as variedades (batata doce e inhame não são solanáceasBeware de fécula de batata usada em temperos muitos como um agente espessante)
Peppers (vermelho, verde, amarelo, laranja, pimentajalapeno, pimenta, pimento)
páprica
berinjela

Alimentos que contêm solanina, embora não directamente na família solanacea:
Blueberries e Huckleberries
quiabo
alcachofras
Outras Substâncias a evitar:

Remédios homeopáticos contendo Belladonna (conhecido como beladona)
Medicamentos de prescrição e over-the-counter contendo fécula de batata como um enchimento (especialmente prevalente emdormir e medicamentos relaxantes musculares)
Flores comestíveispetunia, videira cálice, jasmim dia, trombetas do anjo e do diabo.
Atropina e escopolamina, usada em pílulas para dormir
Medicação tópica para dor e inflamação capsicum contendo (em pimenta caiena)
* Leia os rótulos com cuidado, pois você poderia estar fazendo tudo certo, e ainda ser sabotado por uma pequena quantidade deum ingrediente, como paprika como um enfeite.

Não é só a AR, outras doenças também podem ser afetadas :

Para os milhões de norte-americanos experimentando algum tipo de articulação, tendão, ligamento do osso, ou desconforto de tecidos moleso objetivo não é só para encontrar uma solução natural para alívio a curto prazo, mas também para fazer as mudanças necessárias para eliminar da dieta e reverter o quadro, especificamente para: 

Tendinite
Síndrome do Túnel Carpal
bursite
Fibromialgia (ME, Fibromyositis)
Artrite (reumatóide e Osteo)
gota
doença cardíaca
Distúrbios digestivos (leaky gut, intestino irritável, doença de Crohn, etc)
Qualquer condição cujos sintomas incluem dores persistentes, inchaço, sensibilidade, dor, dormência, formigamento, fraqueza muscular e inflamação.


A tradução está horrível, mas é possível entender! Com este post, o meu intuito é de informar e pedir que quem tenha uma doença inflamatória, assim como eu, pense melhor no que come. O que é alimento para uns, é veneno para outros.


Referências : http://www.reumatoguia.com.br/interna.php?cat=92&id=760&menu=92
http://www.leakygut.co.uk/Hidden%20cause%20of%20inflammatory%20disorders.htm

Pin It now!

13 comentários:

  1. Ficou ótimo esse post.
    Mandei pra Luciana Lutke.
    Você é uma pessoa com muita determinação e sabe onde manter o foco!Na saúde!!
    Ester Benatti

    ResponderExcluir
  2. Excelente matéria e contribuição à todos!! Controlei muito a doença com dieta similar, mas tirei também: açucar, glutem, frutas acidas, café e cafeina e evito ao máximo alimentos industrializados, pelos corantes, conservantes, agrotóxicos, e demais aditivos químicos! faço uso da medicina Antroposófico e homeopata, acupultura, hidroterapia, e estou bem! Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá! Obrigada por seu depoimento!É muito importante que as pessoas que seguem essa dieta deixem o depoimento positivo, para incentivar outras pessoas também! Eu também não como gluten, cereais, leguminosas, açúcar e alimentos industrializados, além dos citados no post acima. Há quem ache radical demais, mas foi o que me trouxe uma vida digna e sem sofrimentos!Mais uma vez te agradeço! Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Tenho lido muito ultimamente que a frutinha Blueberries, faz muito bem pra quem tem AR, assim como o suco de cerejas, mas o que li no texto, se entendi bem, que é o contrario, e ai? O que vc acha?
    NLSN

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu confesso que não como os blueberries por receio. Sucos eu não tomo nenhum, prefiro a fruta in natura, principalmente peelos aditivos que vem nos sucos envasados. Cerejas eu como sempre que é a época, nunca tive nenhum reação negativa!

      Excluir
  5. Sou portadora de AR desde 11/2011. Usei remedios fortíssimos(corticoides) durante 1 ano e meio, (mais ou menos).Parei de usá-los há 3 semanas atras. Por conta própria. Ainda não retornei ao médico. As dores estão retornando. Cortei açucar, diminui o ssl, evito salgadinhos, embutidos, frituras, carne vermelha. Fiquei surpresa sobre as informações a respeito do tomate e da beringela. Consumo bastante tomate e berinjela. Gostaria de saber mais. Adorei o artigo.

    ResponderExcluir
  6. b.noite,peco ajuda quanto a esta doenca; minha filha esta com inchanco nos pes e problmas num dos bracos,mal consegue se locomover e os medicos receitaram comprimidos e nao me disseram qual alimentacao devia seguir,peco ajuda ela so tem 11anos.

    ResponderExcluir
  7. Sou portadora de AR e vou modificar minha alimentação pois não quero sentir essas dores horríveis.

    ResponderExcluir
  8. gostaria muito de saber mais sobre este assunto pois minha filha sofre desse mal e queria fazer um blog mais nao sei como

    ResponderExcluir
  9. Bem, eu procurei muito em sites americanos. As palavras chaves são : solaninas, purinas, glutenfree society, dieta paleo, dieta low-carb.

    ResponderExcluir
  10. Sou portadora de AR há 6 anos. Usei remédios muito fortes, sempre com acompanhamento médico e, só há 6 meses, pesquisando na internet, fiquei sabendo o quanto a alimentação amenizava a doença. Reduzi/cortei: leite e derivados (uso leite de soja), carne vermelha, açúcar, glúten, cafeína, tomate, batata inglesa. Introduzi: vegetais folhosos verde escuros (inclusive como sucos), linhaça, azeite extra-virgem, nozes, amêndoas, castanhas (sem abusosm pois são muito calórios), abacaxi, e exercícios físicos de baixo impacto. Resultado: não sinto mais dores, nem pela manhã, os remédios diminuiram, graças a Deus, meus exames estão ótimos e meu médico acha que, se continuar assim, até metotrexato (tomo 3 comp. de 2,5 mg por semana), também será diminuido ou suprimido.Tomo também, 01 comp de endofolim por semana. No mais, desejo melhoras para todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Fico feliz em saber que há pessoas que acreditam em uma forma alternativa de tratamento que diminua a quantidade de medicamentos. Boa sorte no seu tratamento!

      Excluir